» Welcome Guest
[ Log In :: Register :: Search :: Help ]

Click here to add a report from another organization.
new topic
Organization: Plugados na Educação
The following information may be cited or quoted as long as the source is accurately mentioned and the words are not taken out of context.
Posted: Mar. 09 2005,11:16 If you wrote this report, you will find a button here that you may click
in order to make changes in the report.

PROGRESS: Has your organization seen progress toward a culture of peace and nonviolence in your domain of action and in your constituency during the first half of the Decade?

BELOW: Translation to the English kindly provided by Dra. María Agustina Monti, Buenos Aires. E-mail: amonti@tgzlaw.com.ar


Sim

------

Yes

OBSTACLES: What are the most important obstacles that have prevented progress?

Falta de pessoas (professores ou voluntários) capacitadas para trabalhar a Cultura de Paz nas Escolas.

Faltam de livros ou cartilhas, cursos.

As empresas pouco querem investir em projetos como este e então falta dinheiro, trabalhamos sempre com o mínimo de dinheiro e contamos com muita criatividade e fé.

No inicio o preconceito e a falta de conhecimento no assunto e de que é possível realizar a Cultura de Paz dificultam as transformações e adesões no programa.

Os professores sempre reclamam da falta de paz para trabalhar, mas poucos aderem o projeto com o coração.

Preconceito contra homossexuais voluntários.

------

ENGLISH

Lack of people (teachers or volunteers) qualified  to work the Culture of Peace in the schools

Companies invest little in projects like this one, so we lack of money, we always have to work with very few money
but we have lot of creativity and faith.

At the beginning prejudging and the lack of knowledge in the field of making possible a Culture of Peace made difficult a transformation and having adhesions to the program.

Teachers always claim for peace al their jobs, but few people get compromised with the program with their harts.

The are also prejudgment against homosexual volunteers

ACTIONS: What actions have been undertaken by your organization to promote a culture of peace and nonviolence during the first half of the Decade?

A Plugados na Educação tem como referencia a cartilha Paz como se faz nas escolas? Semeando Cultura de Paz nas Escolas de Lia Diskin e Laura G. Roizman. Palas Athena/UNESCO Os seminários Valores que não tem preço e Paz em Ação nas escolas. Palas Atena e UNESCO e Transição da cultura de guerra para uma cultura de paz: Tarefa prioritária para o século XXI. Palas Atena e UNESCO. E, participação no Comitê Paulista para uma Cultura de Paz na Faculdade de Saúde Pública de SP.

Bem como alguns membros da organização sociais fizeram o curso Formação de Lideranças em Cultura de Paz nas Escolas. Palas Atena e UNESCO e Transdisciplinaridade em Saúde, Educação e Liderança. Instituto Catarinense de Pós-Graduação-ICPG - UNIPAZ.

Com base nesses estudos no reunimos e dialogamos sobre o interesse das escolas parceiras que era saber como solucionar a violência dentro da escola e como melhorar a vida dos alunos, comunidade e funcionários.

Focamos o objetivo das escolas com a nossa missão e fomos fazer a cultura de paz e não-violência durante o período de 2001 até 2005 seguindo as sugestões e o que aprendemos nesses cursos acima e com a experiência diária vivida com os alunos e professores.

Trabalhamos com duas escolas principais e parceiras da Plugados na Educação que realmente podemos dizer que trabalhamos a cultura de paz. Uma delas é a Escola Estadual Major Cosme de Faria, situada em Guaianases, São Paulo, Capital, Zona Leste e com alto índice de mortalidade de jovens e crianças por violência, pobreza, drogas, e outros. Nesta escola, iniciamos com palestras sobre o assunto e dinâmicas solidárias, aos poucos fomos criando um vínculo de confiança e amizade com os alunos desde o ensino fundamental I e II até o Ensino Médio, total de 2865 alunos aproximadamente. Nesse sentido, os encontros aconteceram toda semana e iniciamos com relaxamento, meditação, música, vídeo e os seis manifestos para uma cultura de paz da Unesco.

Sugiram, então, os valores humanos (os alunos) e os seus interesses e fomos trabalhar as ações de acordo com seus objetivos. O primeiro, era criar um jornal (impresso), uma rádio escolar, um laboratório de informática, refazer as pinturas do prédio escolar, trabalhar com os grafiteiros e pichadores, acolher os alunos abandonados dentro da escola e repetentes com alto indicie de violência, fazer o jardim/paisagismo, e criar o grêmio escolar com total apoio da Plugados na Educação.

E, como realizar todas essas ações? Como temos parceria com o Centro de Voluntariado de São Paulo captamos voluntários que são profissionais para cada ação e também captamos alunos interessados em ser o jovem voluntário dentro da escola e professores voluntários para ajudar na coordenação. Surgiram três empresas para nos apoiar financeiramente a Levi Strauss do Brasil, Sky Artes Gráficas do Brasil e Parks Games a Marca da Diversão, e em regime de comodato os computadores foram doados pelo Comitê da democratização da Informática.

Para concluir, conseguimos realizar todos esses projetos com vitória e muita força de vontade para fazê-los em sintonia com os participantes e para o bem coletivo sem interesses pessoais, isto foi de fato para nós uma benção das funções protetoras do universo.

Continuaremos na escola até 2010, pois é o compromisso que temos com este público que merece toda nossa dedicação nesse processo de uma profunda revolução humana em prol de uma cultura de paz.

Na Escola Estadual Prof. Ernesto de Melo Brandão, situada em Granada, distrito de Abre Campo, Minas Gerais, Zona da Mata. Temos aproximadamente 315 alunos desde a pré-escolar, ensino fundamental I e II, Ensino Médio. Nesta escola, todos adoram trabalhar a cultura de paz tendo como base à cartilha paz como se faz nas escolas. A cada bimestre o responsável pelo projeto realiza encontros/vivências com os educadores, alunos e comunidade para viabilizar a realização dos mesmos e criar novos valores humanos.

O distrito é carente de informações e tecnologias para crescer grandemente, pois temos aqui um diferencial de outros lugares as pessoas são unidas, isto é, são diferentes corpos, mas com um único objetivo em mente.

A escola, num primeiro momento, apresentou um projeto de artesanato para os alunos aprenderem a fazer bordados, tricô, crochê, asas de anjo, e outros. Iniciamos com os manifestos para uma cultura de paz/Unesco e os quatro pilares da educação aprender a ser, aprender a se conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver de Jacques Delors.

Fomos a cada dia criando vínculos de confiança e muita paciência. Surgiram novos projetos como criar um Telecentro Comunitário dentro da escola e foi o que aconteceu em 2004, o Banco do Brasil fez uma parceria com a Plugados na Educação e hoje temos internet e dez computadores e mais de quinze voluntários atuando toda semana na escola.
Neste ano, cada série está trabalhando um tema dos manifestos e irão trocar experiências com outras séries, incluindo educação física.Está um sucesso.

Posso também citar de outras ações na Escola Estadual Dr Luiz Martins Soares, São Vicente da Estrela, distrito de Raul Soares, Minas Gerais, zona da Mata, criamos uma biblioteca, um laboratório de informática, uniformes para os alunos, material escolar em 2004.

Escola Récio de Sousa Ribeiro/EJA- Escola de Jovens e Adultos doamos todo mobiliário para funcionamento da escola,material escolar, palestras de cultura de paz e uniformes.

Temos uma parceria com a Fundação do Banco do Brasil, Programa Bbeducar, e alfabetizamos jovens e adultos na região de Raul Soares desde 2003 até 2005, os núcleos funcionam em cada comunidade, temos núcleos no asilo, cadeias públicas e distantes zonas rurais e trabalhamos com um total de 30 voluntários. Nestes núcleos, trabalhamos a Cultura de paz nesse processo de alfabetização.

As ações só puderam se realizar com um trabalho de voluntariado atuante, organizado e transformador e por sua parceria ativa e continua com o Centro de Voluntariado de São Paulo.



Milu Vilella é a rainha da bondade da Unesco.


ADVICE: What advice would you like to give to the Secretary-General and the General Assembly to promote a culture of peace and nonviolence during the second half of the Decade?

· Utilizar os meios de comunicação jornais, tv, rádio, internet para divulgar os seis manifestos da cultura de paz da Unesco, e abrir espaço para as organizações sociais mostrarem suas experiências e o que estão fazendo e onde.
· Ter curso, urgente, para capacitar voluntários que tem como missão de vida trabalhar com a cultura de paz e não-violência, para agilizar o trabalho diário nas instituições.
· Criar universidades no Brasil para este fim.
· Tornar as pequenas experiências públicas.
· É preciso ajudar a Palas Athena manter seus cursos para mais e mais pessoas.

------

ENGLISH

• Utilize media communication: journalist, TV, radio, internet to divulge the six manifests of the culture of peace of the UNESCO, and open space for the social organizations for them to show their experiences and what are doing and where.
• Give courses, urgently, to qualify volunteers that have a mission of life work with the culture of peace and nonviolence, to make faster the daily work in the institutions
• Create universities in Brazil for this purpose
. Take the small public experiences
• Is necessary help to Palas Athena maintain his courses for more and more persons.

PARTNERSHIPS: What partnerships and networks does your organization participate in, thus strengthening the global movement for a culture of peace?

· Comitê Paulista para uma cultura de paz.
· Centro de Voluntariado de São Paulo
· Associação Palas Athena
· Fundação banco do Brasil e Banco do Brasil
· Mapa do terceiro setor/FGV.
· Internet e no site: www.plugadosnaeducacao.org.br

PLANS: What new engagements are planned by your organization to promote a culture of peace and nonviolence in the second half of the Decade (2005-2010)?

· Trabalhar em escolas parcerias com a Plugados na Educação a Cultura de Paz nas escolas tendo como base à cartilha Paz como se faz nas Escolas? Semeando Cultura de Paz nas Escolas de Lia Diskim e Laura G. Roiszman e os quatro pilares da educação e os seis manifestos para uma cultura de paz da Unesco.
· Capacitar voluntários, professores, alunos e comunidade para trabalhar a cultura de paz nas escolas.
· Continuar com os projetos de inclusão digital e internet nas escolas.
· Apoiar os Grêmios Estudantis das Escolas parceiras.
· Atender as necessidades das escolas parceiras e fazer acontecer as ações com carinho e dedicação.
· Trabalhar com o jovem voluntário nas escolas parceiras e reconhecê-los com certificados dizendo as horas trabalhadas voluntariamente nos projetos.
· Trabalhar a arte na escola por meio da pichação, grafites com os alunos que praticam este ato de violência destruindo a escola e seu patrimônio.
· Meditar com os alunos e ensina-los relaxar e criar novos valores humanos para o século XXI.
· Dar continuidade aos projetos de rádio escolar e jornal em prol da cultura de paz.

Postal address of organization

Rua Amaral Gurgel, 452- cj. 85 Cep 01221-000 Vila Buarque São Paulo SP Brasil

E-mail address of organization

parceiros@plugadosnaeducacao.org.br

Website address of organization

http://www.plugadosnaeducacao.org.br

Highest priority action domain of a culture of peace

Educação para uma cultura de paz

Second priority action domain of a culture of peace

Livre intercâmbio de informação e de conhecimento

Highest priority country of action (or international)

Brasil: Região da zona da Mata – Minas Gerais, cidades de Raul Soares e seus distritos e Abre Campo e seu distrito Granada

Second priority country of action (or international)

Brasil: São Paulo/São Paulo região de Guaianases, Zona Leste
Back to top
Organization: Plugados na Educação

Click here to add a report from another organization.
new topic